sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Holocausto - recursos educativos

Adicionámos um novo marcador ao moodle das bibliotecas escolares sobre o Holocausto. Nele vais encontrar dez recursos educativos que te ajudarão a perceber melhor esta época da história. Podes encontrá-los aqui!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Dia em Memória das Vítimas do Holocausto

Holocausto, nunca mais...! - exposição realizada na sala de convívio dos alunos, com a preciosa colaboração das docentes de Artes, professoras Cristina Vouga e Anabela Pascoal.
Muito obrigada!

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Concurso "Memórias do Holocausto"

Assinalando o Dia Internacional em Memórias das Víimas do Holocausto, as Bibliotecas Escolares e o Departamento de Línguas lançam o Concurso "Memórias do Holocausto", desafiando os alunos do 3º ciclo e do ensino secundário a criarem um texto original passado nesta época trágica da História da Humanidade.

Consulta o regulamento aqui!

Webinar "Dia Internacional em Memória do Holocausto – Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro"

No âmbito da evocação do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, que anualmente se comemora no dia 27 de janeiro, a Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação e Ciência realizou um webinar subordinado ao tema Dia Internacional em Memória do Holocausto – Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro.

Foram convidados:
Esther Mucznik - Vice-Presidente da Comunidade Israelita de Lisboa (CIL) e fundadora, em 1994, da Associação Portuguesa de Estudos Judaicos. Presidente e fundadora, em 2008, da Memoshoá – Associação Memória e Ensino do Holocausto e membro da Comissão Nacional de Liberdade Religiosa.

Ricardo Presumido - Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Pós-Graduado em História Contemporânea pela mesma Universidade. Membro do Núcleo de Investigação Histórica, Os Fazedores de Letras, participou nos projetos de investigação sobre Memória da Imprensa Estudantil Universitária e Dicionário do Centenário da Implantação da República. É professor de História do Ensino Básico e Secundário, Vice-Presidente e fundador, em 2008, da Memoshoá - Associação Memória e Ensino do Holocausto e investigador nas temáticas da Segunda Guerra Mundial e Holocausto.

Pode ouvir o webinar aqui!

domingo, 26 de janeiro de 2014

Aristides de Sousa Mendes - O Cônsul de Bordéus

Amanhã às 10h e 15 min no Auditório da ESFA!


Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto - programa



Em 27 de janeiro de 1945, o Exército Vermelho libertou Auschwitz, considerado o mais terrível dos campos de extermínio nazistas. Por este motivo, a Assembleia Geral das Nações Unidas, através da resolução 60/7 de 1 de novembro de 2005, escolheu esta data para lembrar todas as vítimas deste período trágico da história mundial. 

Na Esfa, assinalaremos a data com um programa de atividades realizado em articulação com os docentes de História, Artes e Português/Oficina de Escrita, que inclui:
- as exposições "Aristides de Sousa Mendes, um herói português" (átrio da biblioteca) e "Histórias do Holocausto" (bar dos alunos);
-  a exibição dos filmes "Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul de Bordéus" - amanhã às 10h e 15m e "O Rapaz do Pijama às Riscas" - sessões na 3ª feira e na 5ª feira; 
- o Concurso Literário "Memórias do Holocausto", cujo regulamento poderá ser consultado aqui;
- o lançamento de uma newsletter com sugestões de recursos - livros, filmes e sites.

"Hoje, ao recordarmos todos aqueles que perderam as suas vidas durante o Holocausto, novos, velhos e de todas as idades, faço um apelo a todas as nações para que protejam os mais vulneráveis, independentemente da sua raça, cor, género ou crença religiosa." - excerto da mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, em 2012.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Concurso Nacional de Leitura - Alunas Apuradas

Parabéns a todas as alunas que conseguiram passar à 2ª fase do CNL, bem como, a todos os participantes neste concurso.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Exposição: Trabalhos em terracota (pequenas peças individuais e em grupo- bustos repletos de personalidade)

Encontra-se na biblioteca a exposição de trabalhos em terracota dos alunos do Curso Profissional de Animação Sociocultural - 11º G, realizada no âmbito da disciplina de Área de Expressões, lecionada pela docente Teresa Azevedo.


Na habitual constante descoberta do Eu e do Outro, ‘desta feita’, os alunos de Área de Expressões, do 11.º ano do Curso de Animação Sociocultural modelaram, individualmente e em grupos, pedaços de terracota informe.
Registaram-se duas etapas.
A primeira teve como base a experiência individual de modelação do barro. Cada aluno/a foi modelando … Dessa liberdade ‘supervisionada’, surgiram variadíssimas peças implicadas por estórias ou a provocarem estórias!
A segunda etapa proveio do trabalho de grupos cujos elementos se deixaram inebriar pela massa informe…deixaram-na dominar e por vezes tentaram dominá-la!? Surgiram cinco bustos imponentes com ‘personalidades’ vincadas. A estupefacção ia surgindo em todos os elementos de cada grupo, à medida que o busto ia adquirindo forma(s). Depois de ‘terminadas’, verifica-se que as Obras adquirem total autonomia e afastam-se dos criadores /sonhadores…
‘Deus quer, o Homem sonha, a Obra nasce’ (in Mensagem, Fernando Pessoa)


Encontro com a escritora Conceição Dinis Tomé

Foi ontem, terça-feira, que recebemos a escritora Conceição Dinis Tomé, autora do livro “O Caderno do avô Heinrich”, uma das obras de leitura obrigatória para os alunos do Ensino Básico na 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura, cuja prova se realizará amanhã.
A autora falou-nos do seu belíssimo livro - da forma como a história que escreveu “veio ao seu encontro”, das várias personagens e cenários que criou - enriquecendo a conversa com apontamentos históricos desta fase negra da história da Humanidade. Os alunos colocaram também algumas questões, o que tornou este encontro muito interessante!
Agradecemos à Dra Conceição Tomé pela simpatia com que acedeu ao nosso convite e esperamos voltar a recebê-la muito em breve para nos apresentar um novo livro!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Escolíadas - Claque

Estão abertas as inscrições para os alunos do ensino secundário que pretendam integrar o elenco da claque no Festival Artístico Escolíadas. As provas poderão ser disputadas individualmente ou em grupo (máximo de 5 elementos) e implicam a apresentação de uma coreografia de uma das seguintes músicas:

- “Jackson” de Nancy Sinatra ou “In the mood” de Glenn Miller

Os alunos poderão ainda apresentar uma segunda prova com uma música à escolha.
As audições serão realizadas na próxima quarta-feira a partir das 15 horas na Biblioteca Municipal.

É obrigatória a inscrição na biblioteca da ESFA.



CNL - Obras selecionadas para o Ensino Básico

Um senhor muito velho com umas asas enormes - Gabriel García Márquez
Nesta obra de 1972 Gabriel García Márquez faz uma crítica ao homem, seus grupos e instituições que não reconhecem e respeitam o sagrado. Na história, após uma tempestade, um casal encontra caído no seu quintal um ser com asas, muito debilitado. Aprisionado pelos dois num galinheiro, logo se converte numa atração de circo, pagando os visitantes cinco centavos para vê-lo e provocá-lo. Maltratando aquele que acreditam milagroso, os moradores da cidade logo se esquecem dele, pela aparição de outro fenómeno: uma mulher em corpo de aranha. Um retrato da humanidade desconectada do divino, do que nos é superior e transcendente.
O caderno do avô Heinrich Conceição Dinis Tomé
Heinrich e Jósef conheceram-se na Polónia. Heinrich tinha chegado há pouco tempo da Alemanha, porque o pai não queria que o filho crescesse num país onde então dominavam o ódio, o preconceito, o abuso do poder e todas as formas de fanatismo. Naquele tempo, o homem que tinha subido ao poder resolveu dominar o mundo e perseguir todos aqueles que considerava serem de raças inferiores como os judeus ou os ciganos, e também todas as pessoas que lhe opusessem resistência. Esse homem chamava- se Adolf Hitler. Esta história, escrita com grande sensibilidade, conta-nos como Heinrich, e o seu amigo judeu, Jósef, apesar de tudo o que sofreram, conseguiram manter uma amizade que ficou para a vida. A autora mostra-nos ainda como o amor pelos livros e pela leitura, e a capacidade humana de criar beleza são importantes para promover a paz entre os povos.Prémio Literário Maria Rosa Colaço Literatura Juvenil 2012

CNL - Obras selecionadas para o Ensino Secundário

Civilização – Eça de Queirós

Civilização é um conto de Eça de Queirós onde é narrada a vida de Jacinto, um homem novo e culto que vivia luxuosamente rodeado dos mais sofisticados e recentes inventos e das mais belas obras-primas da literatura. O conto é o embrião do romance A Cidade e as Serras.

De fato, Jacinto era um homem sempre aborrecido, desanimado e entediado, apesar do luxo em que vivia. Era o protótipo do homem civilizado mas também da infelicidade. Tudo havia de mudar quando o protagonista decidiu ir passar uma temporada bem longe da civilização. Jacinto tentou superar o isolamento enviando para aí todos os equipamentos técnicos e demais apetrechos que julgava indispensáveis a uma vida civilizada e luxuosa. Contudo, ao chegar, apercebe-se que os caixotes enviados não tinham chegado e que a nenhuma da suas ordens, relativas à realização de obras na casa, tinha sido cumprida. 
Inicialmente desmoralizado e ainda mais pessimista com tamanha "tragédia", Jacinto é, subitamente, invadido e transformado pela beleza e simplicidade da vida campestre. E vai ser assim, longe da civilização, dispensando os exageros do luxo, que Jacinto redescobre o prazer e a alegria de viver.
No conto Civilização, temos um confronto entre duas conceções de vida, experienciadas por um mesmo personagem, o milionário Jacinto.O conto tem como principal objetivo criticar o tipo de progresso que torna o homem escravo de uma sociedade de consumo e pode ser estruturado em duas partes: a primeira representa uma crítica à sociedade civilizada; a segunda, uma solução para essa crise.

Ilha Teresa – Richard Zimler

A vida de Teresa muda radicalmente quando os pais deixam Lisboa para irem viver em Nova Iorque. Não estando preparada para a vida na América, com dificuldade para se exprimir em inglês, Teresa encontra refúgio no seu particular sentido de humor e no único amigo, Angel, um rapaz brasileiro de 16 anos, bonito, mas desastrado, que adora John Lennon e a sua música. Mas o mundo de Teresa desmorona-se completamente quando o pai morre e a deixa, a ela e ao irmão mais novo, com uma mãe negligente e consumista.
Os problemas de Teresa confluem para um clímax de desespero no dia 8 de Dezembro de 2009 - aniversário da morte de John Lennon - quando ela e Angel fazem uma peregrinação ao Memorial Strawberry Fields Forever em Central Park. Aí, um terrível acontecimento que nunca poderia ter previsto devolve-a à vida e ao amor.
Em Ilha Teresa, Richard Zimler conta-nos num estilo inteligente, irreverente e com uma certa dose de humor negro a história de Teresa, uma rapariga de 15 anos, sensível e espirituosa, cujo equilíbrio e sentido de identidade se veem ameaçados quando a sua família deixa Lisboa para ir viver nos subúrbios de Nova Iorque.
Num registo um pouco diferente do habitual, mas igualmente brilhante, Richard Zimler continua a maravilhar-nos pela forma convincente como nos transporta para o admirável mundo das suas personagens.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Autor do Mês

Richard Zimler é o autor do mês na Biblioteca. 

O escritor nasceu nos Estados Unidos da América mas naturalizou-se português e é o autor do livro "Ilha Teresa", uma das obras de leitura obrigatória para os alunos do ensino secundário na 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura que se disputará na próxima semana.

Fica a conhecê-lo melhor acedendo aqui à informação que preparámos!

Conceição Dinis Tomé

Entrevista a Conceição Dinis Tomé no programa "Ler +, Ler Melhor" da RTP. A autora do livro "O Caderno do avô Heinrich" estará na nossa escola na próxima 3ª feira!
Para ver aqui!

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Este mês nas bibliotecas....

Iniciamos este novo ano que esperamos seja repleto de excelentes leituras, com a visita da escritora Conceição Dinis Tomé. A autora apresentará na ESFA o livro “O Caderno do Avô Heinrich”, um livro sobre a amizade, a solidariedade e o amor pelos livros passado no terrível  cenário do Holocausto e que é uma das obras de leitura obrigatória para os alunos do ensino básico na 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura, cuja prova será realizada no dia 15.

A biblioteca da GEA promove também este mês o Concurso de Escrita Criativa destinado aos alunos do 1º e 2º ciclos.

Dia em Memória das Vítimas do Holocausto assinala-se a 27 e na ESFA estão previstas algumas atividades para não deixar esquecer este período negro da história mundial - um ciclo de cinema temático, uma exposição sobre Aristides de Sousa Mendes, um dos maiores exemplos de respeito pela integridade humana da História recente do Mundo, uma mostra bibliográfica… o programa será divulgado muito em breve.

A partir de amanhã, na biblioteca da ESFA, estará a exposição “Trabalhos em Terracota pequenas peças individuais e em grupo – bustos repletos de personalidade” , realizada pelos alunos do 11ºG na disciplina de Expressões lecionada pela docente Teresa Azevedo.

Mantém-se as atividades mensais habituais e dá-se início às sessões de formação de utilizadores das TIC na biblioteca GEA.


Bom mês… boas leituras!

sábado, 4 de janeiro de 2014

A folha é verde?

https://drive.google.com/file/d/0ByZEhp9BzqzcU2FNdm45N1NyYmM/edit?usp=sharing
(clica na imagem para leres melhor)

Um projeto colaborativo com o Agrupamento de Escolas de Vouzela e Campia dinamizado pelo professor Anselmo Pinheiro.