quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Dia em Memória das Vítimas do Holocausto


Hoje, dia em que se assinalam 71 anos da libertação do campo de concentração de Auschwitz- Birkenau, lembrámos as vítimas dos campos nazis, exibindo no auditório o documentário “Viagem ao interior do Holocausto”. Assistiram as turmas do 9º VC2, 10º E, 10º L, 11º E e 12º G, acompanhados das respetivas docentes.


Através de objetos, fotografias inéditas e gravações retiradas dos arquivos da Europa de Leste, do Museu do Holocausto de Washington e do Museu Yad Vashem de Jerusalém, o documentário leva-nos por uma terrível história de abuso, roubo e morte. Especialistas de todo o mundo mostram como se levou a cabo a eliminação sistemática de milhões de pessoas. 


Logo à tarde será exibido o filme "A vida é bela", um dos filmes de culto sobre este período trágico da história, vencedor de 3 oscares.

Aquele que não recorda a história sujeita-se a vivê-la outra vez!
George Santayana




The Auschwitz Album

The Auschwitz Album

O Álbum de Auschwitz é a única evidência visual do processo que levou ao assassinato em massa no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. É um documento único e foi doado ao Yad Vashem por Lilly Jacob-Zelmanovic Meier.

As fotos foram tiradas no final de maio ou início de junho de 1944, por Ernst Hofmann ou  Bernhard Walter, dois homens da SS cuja tarefa era tirar fotografias de identificação e as impressões digitais dos presos (não dos judeus que foram enviados diretamente para as câmaras de gás).

As fotografias deste álbum mostram a chegada de judeus húngaros de Carpatho-Ruthenia. Muitos deles vieram do gueto de Berehove, um dos guetos para onde foram levados muitos dos judeus de várias cidades pequenas da região.  


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Holocausto - recursos disponíveis na biblioteca

Consulta a lista dos recursos educativos sobre o Holocausto - livros e vídeos disponíveis na biblioteca, bem como todos os outros recursos que disponibilizamos no moodle das bibliotecas.

Para consultares a lista, clica na imagem


Para acesso direto aos materiais da plataforma moodle clica aqui!


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Holocausto... nunca mais!



Na próxima 4ª feira,  dia 27 de janeiro, por resolução das Nações Unidas é assinalado internacionalmente o “Dia em Memória das Vítimas do Holocausto”, comemorando a libertação do pior campo de extermínio nazi, o campo de “Auschwitz-Birkenau” onde foram assassinadas mais de 1,3 milhões de pessoas.

Na nossa escola lembramos as vítimas deste genocídio. Através de uma pequena exposição sobre a sequência dos acontecimentos e sobre a vida de Aristides de Sousa Mendes, da exibição do documentário “Viagem ao interior do Holocausto” e do filme “A vida é bela” e dos livros e dvd’s que colocamos à disposição sobre o tema, esperamos contribuir para dar a conhecer um pouco deste período negro da nossa história, porque acreditamos que, tal como diz o filósofo, poeta e romancista, George Santayana “Aquele que não recorda a história sujeita-se a vivê-la outra vez”.

Concurso Nacional de Leitura - 1ª fase

Realizou-se na 4ª feira passada a fase de escola do Concurso Nacional de Leitura. 
Os alunos tiveram que realizar uma prova escrita sobre a obra escolhida para o seu ciclo de ensino – “Os livros que devoraram o meu pai” (ensino básico) e “Perguntem a Sarah Gross” (ensino secundário).

Foram apurados para participar na sessão distrital os seguintes alunos:

Ensino Básico
Beatriz Lopes – 9º C
João Viegas – 9º H
Carolina Monteiro – 9º C

Ensino secundário
Ana Margarida Caçador – 10º D
João Pedro Fernandes – 12º B
Maria Inês Azevedo – 11º E


Parabéns a todos!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Este mês nas bibliotecas...

Iniciamos as atividades do mês com a 2ª sessão do Workshop “Direitos Cidadãos” dinamizado pelo Dr. João Labrincha da Academia Cidadã. Estão envolvidos os alunos do 10º L – Curso Profissional de Técnico de Turismo e o 11º I – Curso Profissional de Técnico de Secretariado.

No dia 11, os alunos do 2º ciclo participarão numa sessão sobre empreendedorismo dinamizada pela Betweien. A sessão decorrerá durante a manhã no auditório da Biblioteca Municipal com a apresentação do livro “Um projeto e meio limão”.

No dia 18 será disputada a 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura. Recordamos que as obras de leitura obrigatória são “Os livros que devoraram o meu pai” de Afonso Cruz para os alunos do 3º ciclo e “Perguntem a Sarah Gross” de João Pinto Coelho para os alunos do ensino secundário. Os alunos que melhor se classificarem nesta fase irão participar na final distrital.

Na ACO até ao final do mês encontra-se a exposição “Imagens à Margem” da Amnistia Internacional e na GEA dá-se início ao concurso “Livros Falados”.

No dia 27, assinala-se internacionalmente o Dia em Memória das Vítimas do Holocausto. Brevemente, divulgaremos o programa desta efeméride.


Bom mês… boas leituras!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Concurso Nacional de Leitura - Livros Selecionados

Ensino Básico
          "Os livros que devoraram o meu pai" - Afonso Cruz"
Vivaldo Bonfim é um escriturário entediado que leva romances e novelas para a repartição de finanças onde está empregado. Um dia, enquanto finge trabalhar, perde-se na leitura e desaparece deste mundo. Esta é a sua verdadeira história — contada na primeira pessoa pelo filho, Elias Bonfim, que irá à procura do seu pai, percorrendo clássicos da literatura cheios de assassinos, paixões devastadoras, feras e outros perigos feitos de letras. O livro recebeu o Prémio Literário Maria Rosa Colaço em 2009. 

Ensino Secundário
          "Perguntem a Sarah Gross” - João Pinto Coelho

Em 1968, Kimberly Parker, uma jovem professora de Literatura, atravessa os Estados Unidos para ir ensinar no colégio mais elitista da Nova Inglaterra, dirigido por uma mulher carismática e misteriosa chamada Sarah Gross. Foge de um segredo terrível e procura em St. Oswald’s a paz possível com a companhia da exuberante Miranda, o encanto e a sensibilidade de Clement e sobretudo a cumplicidade de Sarah. Mas a verdade persegue Kimberly até ali e, no dia em que toma a decisão que a poderia salvar, uma tragédia abala inesperadamente a instituição centenária, abrindo as portas a um passado avassalador.
Nos corredores da universidade ou no apertado gueto de Cracóvia; à sombra dos choupos de Birkenau ou pelas ruas de Auschwitz quando ainda era uma cidade feliz, Kimberly mergulha numa história brutal de dor e sobrevivência para a qual ninguém a preparou.

Rigoroso, imaginativo e profundamente cinematográfico, com diálogos magistrais e personagens inesquecíveis, Perguntem a Sarah Gross é um romance trepidante que nos dá a conhecer a cidade que se tornou o mais famoso campo de extermínio da História. A obra foi finalista do prémio LeYa em 2014.

O regulamento do concurso pode ser consultado aqui!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016