segunda-feira, 25 de abril de 2016

Abril de Abril

25 de abril

Conhces os recursos educativos disponíveis no moodle das bibliotecas escolares sobre o 25 de abril? Descobre-os aqui!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Projeto Digit - Itália

No âmbito do projeto “Digit – Digital Storytelling meets the world of work” um grupo de 6 alunos do 10º L participou entre os dias 11 e 15 de abril numa mobilidade externa em Campobasso,  Itália.
Para além das visitas culturais que estavam previstas no programa - à cidade velha, ao museu Sannitico, a Altilia (cidade romana) e ao observatório astronómico de Castlemauro – foram realizadas oito visitas que deram origem a oito novas histórias digitais.

Antes das visitas, os alunos participaram durante a manhã de 3ª feira num workshop sobre “Storytelling” para treinarem o método e pensarem no modo como queriam construir as suas histórias. Na 4ª feira foras feitas as diversas visitas e a 5ª feira foi dedicada à realização das histórias digitais e a uma visita ao liceu artístico de Campobasso, escola anfitriã do encontro. Na 6ª feira foram apresentadas as histórias produzidas nos diversos grupos de trabalho e realizadas as despedidas deste encontro tão proveitoso. Ainda houve tempo para uma voltinha em Roma, fantástica cidade museu a céu aberto onde valerá muito a pena voltar um destes dias.
Ficam algumas fotos!

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Exposição sobre Aristides de Sousa Mendes na BM

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde, acolhe, até 30 de abril, a exposição ‘‘Salvar toda aquela gente - A ação de Aristides Sousa Mendes”. A mostra, organizada pela Câmara Municipal de Mangualde, é de entrada livre e pode ser visitada no horário da Biblioteca Municipal.
A iniciativa tem como objetivo dar a conhecer, resumidamente, a ação do Cônsul de Bordéus, Aristides de Sousa Mendes, que, contrariando as ordens do regime chefiado por António de Oliveira Salazar e perante o êxodo de milhares de pessoas que fugiam ao pesadelo da II Guerra Mundial, lhes atribuiu os vistos de que necessitavam, salvando-lhes assim a vida. Daí o título desta iniciativa, que é citação de uma frase de Aristides, em defesa da sua própria ação: “Era realmente meu objetivo salvar toda aquela gente, cuja aflição era indescritível”.
Esta mostra surge da compilação, levada a cabo pela Biblioteca Municipal/Centro de Artes de Sines, dos conteúdos da Fundação Aristides de Sousa Mendes, do Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes, da Sousa Mendes Foundation e dos projetos ‘Os nove dias de Sousa Mendes’ (jornalista Inês Faro) e ‘Vidas Poupadas’ (Arquivo Histórico Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros).

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Este mês nas bibliotecas...


Iniciamos abril com a ação “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”, uma iniciativa desenvolvida com os docentes de EMRC que visa a sensibilização das crianças e dos jovens para as dificuldades pelas quais os refugiados passam para fugir da guerra, procurando proteção humanitária, promovendo assim o compromisso de os receber de forma respeitadora e concretizando os princípios de uma sociedade democrática e inclusiva. 
A ação é promovida pela PAR - Plataforma de Apoio aos Refugiados em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE), o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.) e o Conselho Nacional de Juventude (CNJ).
Na próxima semana seis alunos do 10º L, turma que integra o projeto Erasmus "Digit - Digital Storytelling meets the workd of work" participarão numa nova mobilidade externa, desta vez, em Itália.
Dá-se continuidade aos "Livros Falados" com turmas do 1º e 2º ciclos, agora com histórias relacionadas com os Oceanos.
No dia 23 de abril comemora-se o Dia Mundial do Livro  que será assinalado nas várias escolas. Destacamos a atividade "Ilustrar um conto à janela" que será dinamizada na ACO pela biblioteca e pela professora Elisabete Cruz. 
No dia 25 assinala-se o Dia da Liberdade estando as bibliotecas a preparar atividades que marquem a data. 
Mantemos os concursos e desafios habituais.

Bom mês...boas leituras!


“E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”

A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE), o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.) e o Conselho Nacional de Juventude (CNJ) lançaram a campanha “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”, uma iniciativa de sensibilização das crianças e dos jovens para as dificuldades pelas quais os refugiados passam para fugir da guerra, procurando proteção humanitária.
A ação pretende desafiar cada aluno o a levar a sua mochila com os bens que transportaria se estivesse no lugar de um refugiado (através de imagens ou, se possível, em formato físico), devendo depois partilhar a razão das suas escolhas.
Vê o vídeo da campanha aqui:

terça-feira, 5 de abril de 2016

Numero de Utilizadores - 2º período


Verificou-se um aumento do número de utilizadores no espaço da Biblioteca - mais 69 alunos/dia relativamente ao 1º período.