domingo, 18 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Concurso Nacional de Leitura - 1ª fase


Estão abertas as inscrições para a 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura. Até ao dia 16 de janeiro os alunos e alunas que pretendam participar devem realizar a sua inscrição e prestar provas no dia 18 de janeiro.

Obras selecionadas:

-  Ensino Secundário -  "As Prisioneiras: mães atrás das grades" de Isabel Nery

É a realidade de ser mãe, mulher e criança numa prisão. Este livro destaca-se não só pelos relatos e pelas histórias de todas aquelas que decidiram continuar a ser mães entre os muros mas também pelos depoimentos daqueles que inocentemente são obrigados a crescer sem liberdade. Retrato cru e emotivo de uma realidade ainda marcada pelo preconceito, além de ser um extraordinário testemunho de vida na prisão, é um apelo ao direito de recuperar a dignidade humana.

Baseado no livro foi realizada a Curta-metragem "Os Prisioneiros " de Margarida Madeira:


-  Ensino Básico - "O quarto de Jack" de Emma Donoghue

Para Jack, de 5 anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto de 11m2, é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras e da ligação umbilical que une mãe e filho.

O livro deu origem ao filme "Quarto" de Lenny Abrahamson


Consulta o regulamento aqui e participa!

sábado, 10 de dezembro de 2016

Dia Mundial dos Direitos Humanos

Dia Mundial dos Direitos Humanos é celebrado anualmente a 10 de dezembro, honrando o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, onde se enumerava os direitos básicos que devem assistir a todos/as os/as cidadãos/ãs.
A data visa homenagear o empenho e dedicação de todas as pessoas que defendem os direitos humanos e colocar um ponto final em todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos/as os/as cidadãos/ãs. 
Lembramos dois grandes filmes que estão disponíveis na biblioteca:
12 anos Escravo:


As Serviçais 

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Ciclo de Reflexão sobre direitos Humanos - dia 3

Começámos o último dia do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos visualizando um conjunto de pequenos vídeos sobre os 30 artigos que constituem a Declaração Universal dos Direitos Humanos. 

De seguida, os alunos do Curso Vocacional de Animação Sociocultural, sob coordenação da docente Maria Aguiar, realizaram uma performance tendo por base o texto "Manifestamente Melhor". 
Recebemos depois o  Dr. Paulo Lima, Meritíssimo Juiz da Comarca de Mangualde que evocou os Direitos Humanos na perspetiva do Direito e da Justiça, numa sessão inserida na iniciativa "Tribunal de Porta Aberta". 

No final da manhã foi nossa convidada a jornalista da Revista Visão, Dra Isabel Nery que veio apresentar o livro "As prisioneiras - mães atrás das grades". O livro tem por base a investigação realizada pela jornalista nos estabelecimentos prisionais de mulheres em Tires e Custóias e na cadeia de Rhode Island nos Estados Unidos da América. 
A obra é constituída pelos relatos e pelas histórias de todas aquelas que decidiram continuar a ser mães entre os muros e pelos depoimentos daqueles que inocentemente são obrigados a crescer sem liberdade.

E foi assim que chegámos ao final de mais uma edição do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos.  Esperamos que a mensagem que tentámos passar ao longo destes dias, marque um início, um ponto de partida para uma caminhada conjunta em prol da defesa dos Direitos Humanos, onde cada um de nós faça a sua parte!

Agradecemos a todos - convidados, direção, docentes, alunos, funcionários - que connosco colaboraram para tornar este evento possível! Bem-hajam!

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos - dia 2

Iniciámos o 2º dia dedicado aos Direitos Humanos com a exibição da reportagem “Um lar debaixo da ponte” da jornalista Catarina Canelas, com imagem de José Chorão e edição de Miguel Freitas. O silêncio no auditório aquando da exibição da reportagem foi revelador da forma como nos tocou a todos.

Demos de seguida a palavra à Dra Sofia Vaz, da Câmara Municipal de Mangualde que deu a conhecer as várias valências do município no apoio às famílias mais desfavorecidas. Encerrámos a manhã com a Dra Cristina Matos que traçou um breve historial da Cruz Vermelha Portuguesa e referiu o trabalho que a delegação de Mangualde tem desenvolvido.
Muito obrigada às duas convidadas pelo seu testemunho.



Estiveram connosco nesta sessão um grupo de alunos da Universidade Sénior e a sua presidente, Dra Teresa Cruz,  aos quais agradecemos também por se terem disponibilizado a participar.

Na parte da tarde, exibimos o filme “Freeheld – amor e justiça”, um drama biográfico baseado na corajosa história de Laurel Hester e Stacie Andree


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos - 1º dia

Iniciámos na ESFA o Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos, uma organização da Biblioteca Escolar e do Departamento de Ciências Sociais e Humanas representado pela docente Sara Vermelho.
Para iniciar o dia enviámos a todas as turmas da nossa escola um texto para reflexão alusivo à temática dos Direitos Humanos. De seguida, tivemos no átrio um mini-concerto de abertura por alguns alunos da nossa escola. Os alunos do 11º H, com a colaboração da docente Maria Aguiar, montaram, também no átrio, um puzzle onde palavras alusivas aos Direitos Humanos ganharam forma.
Na escadaria de acesso á biblioteca foi montado um painel com os trabalhos de ilustração que os alunos de Artes realizaram com base na  Declaração Universal de Direitos Humanos. Muito obrigada a todos e aos docentes Anabela Pascoal, Cristina Vouga e Alexandre Silva!
Já no auditório, ouvimos uma mensagem de abertura pela voz da Carolina Vouga, ao que se seguiu a intervenção do senhor Sub-diretor do Agrupamento, Dr. Fernando Espinha que abriu oficialmente este evento.
Foi nossa convidada durante a manhã a Dra Patrícia Filipe, do Núcleo de Viseu da Amnistia Internacional que deu a conhecer o trabalho da organização em defesa dos Direitos Humanos, apelando a uma participação ativa de todos e de cada um de nós. Foram apresentados os casos da Maratona de Cartas deste ano, o maior evento mundial de Direitos Humanos, a que todos os anos aderimos e feito o apelo para que, depois de conhecermos cada um dos casos, contribuíssemos juntando a nossa assinatura às milhares de assinaturas desta ação global. Agradecemos reconhecidamente à Dra Patrícia Filipe, por uma vez mais, se ter juntado ao Ciclo de Reflexão sore Direitos Humanos.
Da parte da tarde, iniciámos o segundo painel com uma intervenção do Diretor do Agrupamento, Eng. Agnelo Figueiredo, que louvando a iniciativa, fez votos de que os presentes a aproveitassem para refletir. Passámos de seguida à nossa convidada, a Dra Adriana Pinto Rodrigues da delegação de Coimbra da DECO que nos alertou para determinadas práticas comerciais enganosas e referiu os direitos que temos como consumidores, e muitas vezes desconhecemos.

Foi assim este 1º dia do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos. Muito obrigada aos alunos e docentes que estiveram presentes nestas sessões!

Ficam as fotos!

Este mês nas bibliotecas...



Iniciámos o mês assinalando o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Aos docentes do 1º e 2º ciclos foram enviadas várias curtas-metragens de animação alusivas à temática da deficiência e na ACO foram expostos trabalhos realizados por alunos
Entre os dias 5 e 7, realizaremos na ESFA mais uma edição do Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos, uma organização da Biblioteca Escolar e do Departamento de Ciências Sociais e Humanas. Destacamos a presença de várias entidades convidadas, como a Amnistia Internacional, a DECO, a Câmara Municipal de Mangualde e a Cruz Vermelha Portuguesa. No último dia contaremos com a presença do Meritíssimo Juiz Dr Paulo Lima que dinamizará a atividade "Tribunal de Porta Aberta" e com a jornalista da revista Visão, Isabel Nery que apresentará o livro "As prisioneiras: mães atrás das grades". Para saber tudo o que vai acontecer, consulte o cartaz do evento.

No dia 12, receberemos o escritor Carlos Paixão que dinamizará uma sessão direcionada aos alunos da educação pré-escolar. Será com toda a certeza um encontro bastante animado!

E porque o Natal é tempo de partilha, os alunos do 3º D e 3º E, acompanhados pelas respetivas docentes e pelo professor Admar irão marcar presença nos Lares Nossa Sra do Amparo e Morgado do Cruzeiro para partilharem com os mais idosos um momento especial ao som de várias músicas. Também o 4º D acompanhado da sua professora se deslocará ao Centro de Dia da Paróquia de Mangualde. 

Na ACO vários alunos estão envolvidos na elaboração de peças decorativas de Natal realizadas a partir de materiais reciclados que irão oferecer a diversas instituições. 

Está a decorrer na GEA o concurso "Conto de Natal" uma iniciativa da Biblioteca e do grupo de EMRC. 

A finalizar o mês, realiza-se na GEA a Feira do Livro, para a qual se convida toda a comunidade e na ACO uma Festa de Natal

Bom mês... boas leituras!





domingo, 4 de dezembro de 2016

Conheça os Casos da Maratona de Cartas 2016

Amanhã, a iniciar o Ciclo de Reflexão sobre Direitos Humanos teremos connosco a Dra Patrícia Filipe do Núcleo de Viseu da Amnistia Internacional que fará a apresentação dos 4 casos que integram a Maratona de Cartas deste ano! Na escola, mais uma vez, iremos dar o nosso apoio a este evento mundial!
Conheça melhor os casos deste ano e apoie assinando as petições!

Annie Alfred (Malawi)
 Edward Snowden (EUA)
 Shawkan (Egito)

Eren Keskin (Turquia)
Advogada e antiga diretora de um jornal, Eren Keskin é uma voz crítica do Estado turco há décadas. Há 11 anos um dos seus discursos enfureceu as autoridades, acusando o Estado de “assassinar uma criança de 12 anos”: Uğur Kaymaz. Para Eren, a morte desta criança às mãos do exército, em 2004, é uma das muitas manchas na história da Turquia, pelas quais as autoridades têm de ser responsabilizadas.